Porque usar UML?

UML (sigla de Unified Modeling Language) é um grupo de gerenciamento de objetos mais utilizado hoje em dia para especificação, não só de modelos de aplicações estruturadas, comportamentais e de arquitetura, mas também de processos empresariais e estrutura de dados.

ESPECIFICAÇÃO
Especificar utilizando a UML para documentação por um profissional da área de informática se equipara
a uma documentação de desenho mecânico criada por um Engenheiro Mecânico/Projetista que
desenvolve, documenta e cataloga uma peça, e a interpretação do mesmo é realizada por um
instrumentador, ferramenteiro, torneiro-mecânico para a concepção desse modelo em uma fábrica própria.

Podemos usar a UML para elaborar um projeto a ser desenvolvido do zero, como também usamos a UML
para documentar sistemas já existentes.

USANDO A UML EM UM MODELO DE FÁBRICA
Tendo o profissional recebido os requisitos iniciais do desenvolvimento de um negócio, ou um estudo
de caso, modelam-se primeiro os Diagramas de Casos de Uso necessários para explicar o negócio, onde de sua constituição, elaboram-se os requisitos funcionais para criação das classes do negócio, ou seja:

Criando uma aplicação do Zero

1º Criação de Casos de Uso, explicando O QUE deverá ser criado / desenvolvido;
2º Análise e criação dos modelos iniciais de classes que comporão o estudo;
3º Desenvolvimento dos requisitos essenciais do negócio, baseados na solução avaliada;
4º Diagrama de Classes e seus relacionamentos, associados a um caso de Uso;
5º Homologação desta fase para concepção do Design inicial;
6º Criação do Diagrama de Interação / Sequência da cada modelo criado, explicando COMO o sistema irá se comportar;
7º Desenvolvimento dos modelos e criação de protótipos por fases;
8º Elaboração de outros diagramas se necessário para ajudar o setor de desenvolvimento ou junto ao cliente.

Executando a manutenção de uma aplicação existente

1º Análise do código realizada pelos desenvolvedores e analistas do projeto;
2º Baseado na análise, elaboração de um documento que descreva os requisitos de alteração, atualização, manutenção do problema a ser resolvido;
3º Elaboração da alteração do código;
4º Após desenvolvimento, a área de documentação elabora um diagrama de classes equivalente ao que foi executado;
5º Desenvolve o diagrama de sequência entre as funções, métodos e objetos relacionados ao processo;
6º Caso necessário, altera ou cria o modelo de entidade e relacionamento equivalente da execução do processo;
7º Publicação dos desenhos associados ao requisito inicial para que o cliente possa identificar o que foi realizado.

Nesta leitura, observamos que, basicamente, usam-se três diagramas conhecidos da UML para realização de apoio a uma documentação eficaz: Diagrama de Caso de Uso, Diagrama de Classe e Diagrama de Sequência.

Anúncios


Categorias:Gerência de Projetos, Programação

Tags:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: